Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Faculdade Pitágoras realiza seminários avançados da pós-graduação em Cinema e Documentário abertos ao público Faculdade Pitágoras realiza seminários avançados da pós-graduação em Cinema e Documentário abertos ao público

Faculdade Pitágoras realiza seminários avançados da pós-graduação em Cinema e Documentário abertos ao público

Thursday, 16 de September de 2010

O Curso de pós-graduação em Cinema e Documentário da Faculdade Pitágoras traz para Londrina dois nomes importantes de duas gerações do cinema nacional: Rodrigo Grota e Carlos Ebert.

Eles irão comandar dois seminários no mês de setembro, abertos ao público, um no dia 18 e outro no dia 25, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. 

Rodrigo Grota

   
Natural de Marília, Rodrigo Grota é jornalista e mestre em Letras pela UEL. Um dos fundadores do Instituto de Cinema de Londrina, a Kinoarte, Rodrigo vem se destacando no cenário cinematográfico brasileiro nos últimos anos.  

Dirigiu os filmes Londrina em Três Movimentos (2004), Inimigo Público n.1 (2005), O Quinto Postulado (2006), Satori Uso (2007), Booker Pittman (2008) e Haruo Ohara (2010), conquistando mais de 30 prêmios entre festivais nacionais e internacionais.

Edita a revista Taturana e coordena a Mostra Londrina de Cinema e a Mostra Marília de Cinema. É um dos fundadores da Kinoarte – Instituto de Cinema e Vídeo de Londrina. Somente no último Festival de Gramado, o filme Haruo Ohara levou 3 Kikitos. ( Diretor, Fotografia e melhor Filme) Atualmente mora em São Paulo e é professor da Faculdade de Artes do Paraná e do Curso de Pós-Graduação em Cinema e Documentário da Pitágoras.
 
Carlos Ebert

O segundo encontro será no dia 25 com o cineasta e diretor de fotografia Carlos Ebert. Carioca, Ebert entrou para a história do cinema nacional com apenas 22 anos ao dirigir a fotografia do clássico O Bandido da Luz Vermelha de Rogério Sganzerla (1968).

Trabalhou em dezenas de filmes, longas e curtas, além de trabalhos para a televisão e publicidade. Fez a fotografia tanto de longas como de curtas-metragens, entre eles O rei da vela (1983), de José Celso Martinez Corrêa e Noilton Nunes, e Fé (1998), de Ricardo Dias. Fez também fotografias para televisão, como a de O povo brasileiro (2000), ganhador do Grande Prêmio Cinema Brasil de TV em 2001.

Em 2002 fez a fotografia dos longas-metragens Rua seis, sem número, de João Batista de Andrade, e À margem da imagem, de Evaldo Mocarzel. Em 2003 recebeu o prêmio de melhor fotografia no Festival de Gramado pelo seu trabalho curta-metragem Carolina, de Jeferson De.

Trabalhou nos documentários Dia da graça (2003), de Thiago Mendonça e Maira Buller, Do luto à luta (2005), de Evaldo Mocarzel, e Vlado ? 30 anos depois (2005), de João Batista de Andrade. Em 2007, fez a direção de fotografia do filme A Ilha do Terrível Rapaterra , de Ariane Porto e em 2008 do documentário Um homem de moral (2009), de Ricardo Dias. Em 2009, realizou a fotografia de Um homem qualquer, de Caio Vecchio. 
 
Os seminários avançados fazem parte da grade da 1ª turma que está se formando na Pós-Graduação. Os eventos são abertos ao público e os interessados também poderão fazer a inscrição para a 2ª turma da pós que inicia aulas em outubro. O Seminário de Rodrigo Grota ocorre no dia 18 na sala D-13, e o do Carlos Ebert no Auditório, ambos no campus da Faculdade Pitágoras.

Fonte: CRCOM Comunicação Empresarial
  

Mais detalhes:

Seminários Avançados Horario: das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas Dia 18 de setembro - Rodrigo Grota - sala D-13 Dia 25 de setembro - Carlos Ebert - Auditório Local: Faculdade Pitágoras Contato: (43) 3373-3733 Site: www.pospitagoras.com.br/londrina E-mail: [email protected]