Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Entre Paraná e São Paulo, uma Angra Doce Entre Paraná e São Paulo, uma Angra Doce

Entre Paraná e São Paulo, uma Angra Doce

Tuesday, 03 de August de 2021
Categoria:

Angra Doce – Panorâmica – JCNET

Conheça o potencial turístico dessa região que engloba quinze municípios: cinco no norte do Paraná e dez na região sudoeste do estado de São Paulo.

 

No local em que os rios Paranapanema e Itararé se cruzam, entre os estados do Paraná e de São Paulo, formou-se a represa da Usina Hidrelétrica de Chavantes, ocupando uma área de aproximadamente 400 km². Em seu entorno, acomodam-se quinze municípios, cinco no norte do Paraná (Ribeirão Claro, Carlópolis, Jacarezinho, Siqueira Campos e Salto do Itararé), e dez na região sudoeste do estado de São Paulo (Barão de Antonina, Bernardino de Campos, Canitar, Chavantes, Fartura, Ipaussu, Itaporanga, Piraju, Ourinhos e Timburi), que formam paisagens de grande beleza e muitas atrações. Por conta de todos os seus inúmeros encantos, lembrando Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, a região foi denominada Angra Doce.

Reconhecida como Área Especial de Interesse Turístico a partir da Lei nº 13.921, sancionada em dezembro de 2019, a região conquistou destaque e valorização, estimulando investimentos públicos em reformas de estradas e saneamento básico, entre outras obras, e atraindo investimentos privados. Desde então, vem ampliando e aprimorando sua vocação para o turismo regional e nacional.

Angra Doce – Panorâmica

Angra Doce abrange lugares deslumbrantes, que contam com extensas reservas de Mata Atlântica, inúmeros rios e cachoeiras, valioso acervo histórico e cultural, além de gastronomia de dar água na boca!

Revela muitas possibilidades de lazer e aventura, mas também de contemplação, para quem quer apreciar o belo e sentir a força da natureza em seu esplendor. Se, ao contrário, a pedida for movimento, os ventos que batem em Angra Doce mostram-se totalmente a favor, propiciando a prática de vários esportes, tais como rafting, canoagem, trekking, asa delta, voo livre, paraglider, parapente, equitação, passeios náuticos e pesca esportiva.

Com o reconhecimento oficial, os municípios dessa área de especial interesse conquistaram melhores condições de promover o desenvolvimento da região por meio do turismo, garantindo assim a conservação de seus recursos naturais; o estímulo aos negócios sustentáveis; a viabilização da infraestrutura adequada para áreas urbanas e rurais; o progresso e a qualidade de vida da população local, e, é claro, o encantamento dos visitantes!

Conheça os principais pontos turísticos dessa doce baía paulista/paranaense:

 

PARANÁ

Ribeirão Claro

Localizada às margens do Rio Paranapanema, as belas paisagens naturais e a proximidade da Represa de Chavantes atraem turistas de diferentes regiões, em todas as épocas do ano. Balneários, cachoeiras, morros e fazendas são opções preferenciais de lazer que movimentam a economia de pousadas, parques aquáticos e operadoras de esportes radicais. Foto: Ribeirão Claro – Morro do Gavião. Crédito: Prefeitura

Carlópolis

A localização geográfica tem alguns fatores fundamentais para garantir o desenvolvimento diferenciado em relação à Carlópolis. Dentre eles, a beleza da paisagem, proporcionada pela represa, que aliada ao clima, exerce forte atração na região. O município recebe milhares de turistas e pescadores, devido à grande quantidade e diversidade de espécies na represa. Não deixe de conhecer! Foto: Carlópolis – Aterro e ponte interestadual. Crédito: Prefeitura

Jacarezinho

Localizada no norte do Paraná, na divisa com o Estado de São Paulo, a cidade é conhecida como a Capital Estudantil do Norte Pioneiro, devido a seus colégios e faculdades tradicionais que atraem estudantes de diversas partes do país. A riqueza cultural e histórica do município está retratada nos prédios religiosos, fato que colocou a cidade como ponto de parada na Rota do Rosário. E para aqueles que não voltam para casa sem levar uma lembrancinha na bagagem, é imprescindível conhecer as lojas e as feiras de artesanato local. Foto: Jacarezinho – Santuário Nossa Senhora de Guadalupe. Crédito: Guilherme Melo – Prefeitura

Siqueira Campos

Localizada no Norte Pioneiro, a cidade tem como destaque a religiosidade, principalmente pela devoção ao Senhor Bom Jesus da Cana Verde, homenageado em uma tradicional festa anual. A natureza também chama a atenção, e a proximidade com a Represa de Chavantes impulsiona o turismo local, em especial por lugares como a badalada prainha. Foto: Siqueira Campos – Prainha. Crédito: Prefeitura

Salto do Itararé

Salto do Itararé é uma cidade do interior do Paraná, que possui aproximadamente 200 km² de extensão e localiza-se na região norte do Estado, a 337 km de distância da capital Curitiba. Com uma economia basicamente agrária, a cidade tem ainda na indústria uma de suas mais importante atividades econômicas. Crédito: TheCities

SÃO PAULO

Barão de Antonina

Conheça “Ilha Verde Itararé Turismo e Eventos”, empreendimento voltado para o Turismo, com restaurante, hospedagem, day use, tudo isso em um local privilegiado às margens da represa de Chavantes em Barão de Antonina

Bernardino de Campos

Um passeio muito divertido é visitar a Feira da Lua em Bernardino de Campos

 Canitar

Além da paisagem, o ponto alto de Canitar são as pousadas e hotéis. Conheça!

Chavantes

Se for para Chavantes, a represa é um dos principais atrativos turísticos. Limpa, clara e expansiva, a represa é linda e atrai turistas de todo o Brasil

Fartura

Destaque para o Mirante de São Roque… Para apreciar a bela paisagem de Fartura

Ipaussú

É a única ponte pênsil do Brasil com o piso e as laterais revestidas em madeira. O nome é uma homenagem ao seu idealizador, o fazendeiro Manoel Antônio Alves Lima. Crédito: Tripadvisor

Itaporanga

Itaporanga possui uma grande capacidade e potencial para o Turismo Rural ou Agroturismo, por ser rodeada de belas fazendas, sítios e chácaras que permitem um contato direto e genuíno com a natureza, agricultura, tradições locais e culinária, com uma hospedagem domiciliar em ambiente rural e familiar. Foto: Itaporanga – Aldeia indígena Tekoa Porã

Piraju

A principal paisagem da cidade é o Rio Paranapanema – o menos poluído do Estado de São Paulo -, que além da beleza, oferece diversas atividades praticadas por turistas e moradores da cidade. São passeios de lancha, caiaque, canoagem, pedalinho, rafiting, trilhas para cachoeiras, entre outros que fazem da cidade um verdadeiro atrativo para permanecer em um roteiro local. Foto: Piraju – Garganta do Diabo

Ourinhos

A Catedral do Senhor Bom Jesus é um dos principais pontos turísticos de Ourinhos

Timburi

O potencial turístico do MIT Timburi como destino de ecoturismo é generoso. Cachoeiras como a Palmital, que tem mais de 60 metros de altura e três quedas d’água, fornecem muitas clicadas e passeios no meio da mata para os amantes de trilhas. Foto: Timburi banhada pelas águas do rio Paranapanema. Crédito: saopaulo.sp.gov.br