Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Entenda os impactos do treino de alta intensidade no corpo

Entenda os impactos do treino de alta intensidade no corpo

Wednesday, 01 de July de 2020
Categoria:

Dentre inúmeros benefícios, com o HIIT, o corpo continua trabalhando, mesmo ao fim da atividade física

Divulgação

Os treinos de alta intensidade e impacto, ou HIIT (high intensity interval training, que significa treino intervalado de alta intensidade), como são conhecidos no Brasil, ganharam espaço na rotina de exercícios de muitas pessoas há pouco tempo, mas se consolidaram de forma rápida e eficiente.

O HIIT é um treino onde se exerce muito esforço físico, com curtos intervalos de descanso, de forma repetida. Por exemplo, dar tiros de corrida por 60 segundos, descansar um minuto e correr novamente. Os tipos de exercícios, intervalos e velocidades variam de acordo com o condicionamento físico e as condições de saúde de cada indivíduo. O objetivo é atingir cerca de 80% a 90% da frequência cardíaca máxima da pessoa.

Esta modalidade de exercício se popularizou após mostrar excelentes resultados e por ser de curta duração. ‘’Quando exigimos ao máximo nosso corpo, o açúcar armazenado nos músculos é liberado e utilizado como combustível durante o exercício, explica o médico Michael Mosley. Vale ressaltar que toda e qualquer atividade física estimula a liberação do glicogênio dos músculos, mas no HIIT essa liberação é feita de forma mais rápida e intensa.

Além disso, outras vantagens deste tipo de atividade física são: melhoria da condição cardiorrespiratória, tanto aeróbica, quanto anaeróbica, e da pressão arterial, redução do percentual de gordura corporal, manutenção da massa muscular, melhora de sensibilidade à insulina, o que leva a uma maior utilização da glicose como energia, e prevenção de doenças cardiovasculares – é possível realizar como treino em casa.

Nos exercícios de alta intensidade, mesmo durante os intervalos e após a finalização do treino, o corpo continua trabalhando para voltar ao normal, melhorando o metabolismo, a quantidade de glicose nas células e o funcionamento do sistema cardiovascular. Quando o corpo percebe o esforço que está sendo feito, aumenta a resistência e sinaliza genes que dão intensidade à função cardiovascular, ativando todo o organismo.

Apesar de todos os benefícios já comprovados científica e clinicamente, é importante lembrar que os treinos HIIT não são indicados para todas as pessoas. Por ser uma modalidade que exige que os praticantes cheguem quase ao seu limite máximo, a recomendação é passar por uma avaliação física rigorosa e fazer acompanhamento médico periodicamente – principalmente, para as pessoas com alguma complicação de saúde ou deficiência ou que não costumam realizar atividades físicas.

Fonte: Conversion