Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Embaixadores do Meio Ambiente tiveram palestra com pesquisadores da UEL Embaixadores do Meio Ambiente tiveram palestra com pesquisadores da UEL

Embaixadores do Meio Ambiente tiveram palestra com pesquisadores da UEL

Wednesday, 15 de June de 2016
Categoria:

Os pesquisadores explicaram o que é a biodiversidade, as causas
da perda da biodiversidade e apresentaram diversas espécies

Os Embaixadores do Meio Ambiente do Colégio Universitário,
que são alunos do 6º ano, assistiram a uma palestra muito importante, na tarde
da última sexta-feira (10/06), no auditório da Instituição, com dois
pesquisadores do Laboratório de Ecologia de Peixes e Invasões Biológicas da
Universidade Estadual de Londrina (UEL). Marcelo Hideki Shigaki Yabu, formado
em Ciências Biológicas na Unifil e mestrando do Programa de Pós-Graduação da UEL;
e Armando Cesar Rodrigues Casimiro, formado em Ciências Biológicas na UEL e
mestre pelo Programa de Zoologia da UNESP. O tema do encontro foi
‘Biodiversidade e invasão biológica: realidade brasileira’. A
atividade foi coordenada pelo professor Massao Matsuura, que é responsável pelo
projeto Embaixadores do Meio Ambiente.

Os pesquisadores explicaram para os alunos, entre outras
coisas, o que é a biodiversidade, as causas da perda da biodiversidade, bem
como, espécies nativas, espécies não nativas e espécies não nativas invasoras.

Mas, quais espécies podem invadir nosso ambiente? Segundo os
pesquisadores da UEL, qualquer organismo pode se tornar um invasor, tais como:
vírus, bactérias, vermes, insetos e peixes.

Durante a palestra, os estudiosos citaram, como exemplo de
espécie invasora, o Mexilhão Dourado, existente no Lago Igapó. é uma espécie de
molusco exótica originada na ásia (China) que, juntamente com a água de lastro
de navios cargueiros, chegou à América do Sul, ainda no início da década de 90.

Outro exemplo mostrado por eles é o Caramujo Africano. Um
molusco da classe Gastropoda, de concha cônica marrom ou mosqueada de tons
claros. Nativo no leste-nordeste da áfrica, ele foi introduzido no Brasil em
1988 visando ao cultivo e comercialização do escargot. 

‘Uma espécie não nativa invasora, uma vez introduzida
em um novo ambiente, ela se adapta rapidamente, se reproduz com facilidade,
iniciando um processo de invasão biológica, lutando pelo alimento e habitat’,
disseram os pesquisadores.

A palestra foi muito rica em aprendizado e os alunos
interagiram bastante.

Fonte: Divulgação