Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Idosos e crianças levam a cultura hip hop para a Concha Acústica Idosos e crianças levam a cultura hip hop para a Concha Acústica

Idosos e crianças levam a cultura hip hop para a Concha Acústica

Thursday, 28 de March de 2019

Através da cultura hip hop, três gerações se reúnem na Concha Acústica, nesta sexta-feira (29), para movimentar o corpo e soltar a voz. Crianças, jovens e idosos que participam do projeto cultural A Rua Dança a Cidade farão apresentação de rap autoral e breakdance, conduzidos pelo mestre de cerimônias MC Sujinho (Valdir Almeida Silva). As performances começam às 20h30, na Praça 1º de Maio, esquina com a Rua Piauí.

Quem coordena o projeto A Rua Dança a Cidade – ARDC é o dançarino Édio Elias Gonçalves. Ele explicou que as atividades são desenvolvidas com estudantes da Escola Municipal Reverendo Odilon Gonçalves Nocetti, que fica no Jardim do Sol, e também com idosos que frequentam os Centros de Convivência da Pessoa Idosa, localizados nas regiões norte, leste e oeste. “Devem participar da apresentação 15 alunos, com idade de até 12 anos, dez jovens, que estão na organização do evento, e 81 idosos, sendo mais da metade do CCI Norte. Para garantir a presença desse pessoal, um ônibus irá sair da escola e dos CCIs, levando todos para a Concha”, detalhou.

Idosos e crianças levam a cultura hip hop para a Concha Acústica

Foto: divulgação

O rap produzido pelos alunos da escola municipal busca transmitir que, apesar das dificuldades, eles serão capazes de vencer os desafios que a vida na periferia atravessa. O tema que os alunos trabalharam é “Se vire e dê seus pulos”. “E é o que a filosofia do hip hop trabalha, a transformação de vida através da arte”, citou Gonçalves.

Para o coordenador, através da cultura hip hop, que surgiu nas ruas, as crianças, jovens e adolescentes aprendem que é possível conquistar estudos, profissão e uma vida digna. “Já para as pessoas idosas, o contato com o hip hop quebra paradigmas e preconceitos, aproxima eles dos mais jovens, principalmente dos netos, e mostra que eles são capazes de dançar, cantar, e descer até o chão, esbanjando saúde. Temos inclusive um aluno de 85 anos se movimentando muito bem”, comentou.

Como o evento desta sexta-feira (29) será uma apresentação do que aprenderam nas oficinas, Gonçalves citou que os alunos, principalmente os mais velhos, estão muito empolgados. “Será uma bagunça planejada, é algo totalmente novo para eles e estamos organizando de forma a garantir o bem-estar de todos, para que façam ótimas apresentações. Queremos que a diversão aconteça e que a linguagem do hip hop faça cada vez mais parte da nossa sociedade, como algo atual e que pode integrar pessoas de qualquer idade”, finalizou.

O projeto A Rua Dança a Cidade conta com patrocínio da Prefeitura de Londrina, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROMIC).

Fonte: Prefeitura de Londrina