Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Conheça os caminhos da Estrada Real Conheça os caminhos da Estrada Real

Conheça os caminhos da Estrada Real

Wednesday, 13 de April de 2022
Categoria:

 Créditos: iStock

Um dos principais passeios turísticos e históricos do Brasil guarda belas paisagens e a cultura da colônia

Se você é apaixonado por história e quer conhecer mais sobre a história do Brasil dentro dos passeios turísticos disponíveis no país, a rota do ciclo do ouro é sem dúvidas um dos caminhos mais interessantes para você seguir. Isso porque a Estrada Real, que preserva o caminho que as riquezas de ouro e diamante percorriam ao longo do Brasil colonial, conseguia unir cidades mineiras a cidades paulistas e fluminenses para a descoberta, a venda e o transporte das riquezas dos portos fluminenses à Europa. O caminho, na realidade, perpassa 177 cidades, sendo que destas 162 são de Minas Gerais, com mais de 1.600 quilômetros de extensão.

A estrada existe desde o século 17, e foi criada como caminho principal do ciclo do ouro para que houvesse cobrança de impostos sobre as mercadorias transportadas, o que impediria qualquer outra pessoa de abrir outro caminho para o transporte das pedras sem ter problemas jurídicos. Hoje, 4 séculos depois, a Estrada Real serve como um patrimônio histórico que preserva nossa história como colônia e ainda ajuda no desenvolvimento das pequenas cidades que estão ao redor dela, incentivando o turismo dos lugares.

Atrações da Estrada Real

A Estrada Real, na verdade, é dividida por três caminhos: o caminho dos diamantes, que liga Diamantina a Ouro Preto; o caminho velho, que liga Paraty a Ouro Preto; e o caminho novo, que liga Ouro Preto a Petrópolis. Há também um quarto caminho, intitulado Sabarabuçu, que fica em um distrito da região de Ouro Preto.

Caminho dos diamantes

Como o próprio nome diz, esse caminho foi feito com o intuito de ligar os fornecedores de diamantes para a Coroa. São 395 km de belas paisagens, incluindo como atração o Parque Nacional da Serra do Cipó e a Cachoeira do Tabuleiro, passando por Mariana, Altas, Barão de Cocais e Serro. A atração principal é a cidade de Diamantina, que é famosa por ter sido morada de personagens históricos do Brasil, como Chica da Silva, além de estar no Vale do Jequitinhonha, com diversas atrações naturais.

Caminho Velho

Primeira rota do ouro no Brasil, o Caminho Velho tem 710 km de extensão, e passa por cidades como Congonhas (cidade do artista Aleijadinho), Tiradentes, São Lourenço e São João del-Rei, que são cidades mais marcadas pelo turismo histórico da região. É também o caminho com mais opções de lazer cultural, com bares, museus e passeios. Aqui vale a pena ter uma boa câmera, seja câmera semiprofissional ou profissional ou mesmo um iPhone 13 (que possui configurações de câmera muito boas) para os registros das fotos!

Caminho Novo

Criado na intenção de ser um caminho mais seguro para o transporte das mercadorias, visto que havia muitos assaltos no Caminho Velho, o caminho novo tem 515 km de extensão, e tem destino a Petrópolis. Passa por cidades como Paraíba do Sul, Juiz de Fora e Barbacena. Lá, há vários chafarizes, túneis e fazendas seculares.

Caminho do Sabarabuçu

Muito mais turístico para quem curte a natureza, o caminho do sabarabuçu tem cerca de 160 quilômetros de extensão, e passa por cidades como Sabará, Nova Lima e Cocais, com mais de 75% do caminho sendo estrada de terra. Há lindas paisagens naturais, com muitas árvores, além de atrações como o Museu do Ouro e a Serra da Piedade. O caminho é perfeito para quem ama trilhas.