Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Conferência avalia o Plano Municipal de Educação Conferência avalia o Plano Municipal de Educação

Conferência avalia o Plano Municipal de Educação

Wednesday, 18 de September de 2019
Categoria:

Começa nesta quinta-feira (19), às 18 horas, a 7ª Conferência Municipal de Educação de Londrina. O encontro vai discutir e selecionar as propostas levantadas durante as pré-conferências, que ocorreram em junho, com base no tema “Avaliação do PME – Plano Municipal de Educação: A Educação que queremos”. Também serão eleitos novos integrantes para o Conselho Municipal de Educação (CMEL), para o período de 2020 a 2023 e para suprir vagas disponíveis no mandato vigente.

A 7ª Conferência Municipal de Educação de Londrina irá ocorrer no auditório da Unicesumar, localizada na Avenida Santa Mônica, 450. Na quinta (19) e na sexta-feira (20), as atividades serão realizadas das 18h às 22h. No último dia, sábado (21), a conferência é retomada das 7h30 às 17h. É uma realização do Conselho Municipal de Educação (CMEL), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e o Fórum Municipal de Educação (FMEL).

Para a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, a Conferência Municipal de Educação de Londrina é de extrema importância, pois traz no documento referência a discussão da qualidade e a garantia do direito à Educação para todos. “!Além do mais, trata-se de um momento fundamental para a renovação dos membros do Conselho Municipal de Educação”, lembrou.

A abertura da conferência terá a presença de autoridades locais. Na sequência, haverá palestra com o professor e mestre em Educação Geraldo Grossi Junior, que irá abordar o monitoramento e avaliação dos Planos Municipais de Educação. Ele, que foi diretor de Cooperação e Planos de Educação do Ministério da Educação (MEC), atuou na implantação do processo de monitoramento e avaliação dos planos de educação.

Para os dois primeiros dias da 7ª Conferência Municipal de Educação de Londrina, a programação prevê a apresentação e votação das propostas elencadas nas pré-conferências. De acordo com a diretora executiva do CMEL, Fernanda Tedeschi, estas propostas estão divididas em nove temas. São eles: Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação De Jovens E Adultos (EJA), Ensino Médio e Educação Profissional, Educação Especial, Ensino Superior, Formação e Valorização dos Profissionais da Educação, Gestão Democrática e Avaliação, e Financiamento da Educação. “Dentro desses temas, foram estabelecidas 21 metas, e as propostas devem se adequar a elas”, citou.

Fernanda acrescentou que, encerrada a votação das propostas, elas serão formalizadas em um projeto para adequação da lei municipal nº 12.291/2015, que trata do Plano Municipal Decenal de Educação de Londrina, e que posteriormente será encaminhado para a Câmara Municipal. “O PME resulta do Plano Nacional de Educação, criado para garantir que, em todo o país, a qualidade da educação atenda estados e municípios. A partir daí, foram criados os planos estaduais e municipais, com as especificidades regionais e locais. E o PME tem como prioridade direcionar as políticas públicas de educação do município, que inclusive se relacionam com as leis orçamentárias. Por isso é tão importante que toda a comunidade conheça e discuta esse plano”, destacou a diretora executiva do CMEL.

Composição do conselho – No encerramento da Conferência, os delegados irão concorrer e votar para selecionar os novos representantes da sociedade civil, que farão parte do CMEL.  Há vagas em aberto para o mandato atual, gestão 2018-2021, no segmento dos usuários em educação, para representante dos Conselhos Escolares, Associação de Pais e Mestres e Associação de Pais e Funcionários das Unidades Educacionais Públicas Municipais; dos trabalhadores em educação, para representante dos professores da educação infantil filantrópica, e dos servidores técnico-administrativos da Rede Municipal de Ensino; Prestadores de Serviço em Educação, representante das instituições de educação infantil filantrópicas; e no segmento da Administração Pública Municipal, representante da administração direta pública municipal.

E para o próximo mandato, com exercício de 2020 a 2023, serão eleitos titulares e suplentes para os segmentos de usuários de educação, trabalhadores, prestadores de serviço e administração pública municipal. No total, devem ser selecionados nove representantes titulares, mais suplentes.

Fonte: Prefeitura de Londrina