Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Catálogo da 30ª Mostra Afro Palmares será lançado nesta quinta (18)

Catálogo da 30ª Mostra Afro Palmares será lançado nesta quinta (18)

Wednesday, 17 de February de 2016
Categoria:

Ilustração reúne as obras dos 24 artistas que participaram da Mostra em 2015; evento é gratuito e aberto ao público.

Nesta quinta-feira (18), às 19 horas, o Instituto do Movimento de Estudo da Cultura Afro-brasileira (IMECAB) lança o Catálogo da 30ª Mostra Afro-brasileira Palmares e o pré-lançamento da 31ª Mostra Afro 2016. Será na Biblioteca Pública Municipal Pedro Viriato Parigot de Souza, na avenida Rio de Janeiro, 413, centro. O evento é gratuito e aberto ao público.

Segundo o presidente do IMECAB, Vagner Nogueira, o catálogo irá reunir todas as obras expostas na 30ª Mostra, que aconteceu de 20 de novembro a 15 de dezembro de 2015, reunindo fotografias, esculturas, arte em tela, quadros, entre outros trabalhos, de 24 artistas de países como Japão, França, Uruguai e Haiti, além de vários estados brasileiros, como São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. 

O catálogo será distribuído no dia do lançamento e será disponibilizado para todas as escolas públicas, municipais e estaduais, de Londrina. Também será possível retirá-lo na Biblioteca Pública Municipal de Londrina. “Nossa intenção é contribuir para que as escolas públicas falem sobre os afrodescendentes, defendendo a ideia da promoção da igualdade, contra o racismo”, disse o presidente do IMECAB.

Ainda na quinta-feira(18), serão abertas inscrições para a realização do 1º CD de música afro de Londrina. Compositores londrinenses que promovem a cultura afro-brasileira poderão participar, inscrevendo suas composições. As 10 melhores músicas serão gravadas no CD, para divulgação dos compositores que partilham da ideia.

31ª Mostra Afro 2016- Irá acontecer de 4 a 28 de novembro em local a ser definido pela organização. Nogueira adiantou que além dos artistas de Londrina e outras regiões do país, a ideia, para este ano, é fazer uma parceria com o Museu Afro Brasil, localizado no Parque Ibirapuera em São Paulo, que reúne um acervo com mais de 6 mil obras de autores brasileiros e estrangeiros, produzidos entre o século XVIII e os dias de hoje. “Nossa intenção, com esta parceria, é mostrar como o negro contribuiu para a cultura brasileira”, disse.

Texto: N.Com

Foto: Gabrielle Fortunato