Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Castramóvel ultrapassa 5 mil procedimentos Castramóvel ultrapassa 5 mil procedimentos

Castramóvel ultrapassa 5 mil procedimentos

Wednesday, 16 de December de 2020

Diariamente, são realizados entre 40 e 50 agendamentos e procedimentos de castração em cães e gatos de famílias vulneráveis

Apesar da pandemia de Covid-19, em 10 meses de funcionamento em Londrina, o Castramóvel: Programa Municipal de Controle Populacional de Cães e Gatos conseguiu realizar mais de 5 mil procedimentos na zona rural e urbana da cidade. Desde março até o momento, foram cadastradas mais de 4 mil pessoas e cerca de 10 mil animais. Estes últimos devem receber os serviços de esterilização independente do sexo, chipagem e a vacinação, no trailer personalizado do Castramóvel.

Segundo o gerente de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Lyonel Martinez, diariamente são realizados entre 40 e 50 agendamentos e procedimentos médico-veterinários. “A política pública de castração animal é muito importante e tem ajudado muitas famílias. Ela traz benefícios para a saúde dos animais, pois evita o surgimento de doenças, diminui a taxa da natalidade e o número de cães e gatos abandonados e que sofrem atropelamento ou maus-tratos por estarem nas ruas, além de ser uma questão de saúde coletiva”, explicou Martinez.

O contrato firmado pela Prefeitura de Londrina com a Clínica Veterinária Clinicão, prevê a execução da castração, microchipagem e a vacinação gratuita aos animais de famílias que recebem até três salários mínimos, o que representa uma renda de pouco mais de R$ 3 mil mensais.

Portanto, os beneficiários diretos e indiretos desse programa municipal são as famílias em situação de vulnerabilidade social, acumuladores de animais, protetores voluntários e Organizações Não Governamentais. De acordo com dados da Vigilância Ambiental, dos mais de 5 mil procedimentos de castração feitos até agora, cerca de 50% foram de animais resgatados e cuidados pelas ONGs e pelos protetores individuais.

Valores – Para fornecer o serviços gratuito a quem mais precisa, a Prefeitura de Londrina investiu cerca de R$ 100 mil na aquisição do trailer do Castramóvel e mais R$ 1 milhão, a serem repassados à Clínica Veterinária Clinicão para as despesas com materiais, insumos, medicamentos e mão de obra dos médicos veterinários para o serviço. Caso as famílias tivessem que pagar pelo procedimento teriam que investir mais de R$ 300,00, se o animal fosse de pequeno porte, macho e pesando, no máximo, 10 quilos. Para fêmeas, os valores sobem mais ainda devido à maior complexidade do procedimento médico veterinário.

Sobre isso, Martinez ressaltou a importância do comparecimento ao serviço, após a confirmação do horário de atendimento. Segundo ele, há um número muito grande de pessoas faltantes. “Estamos com uma demanda grande de animais para serem castrados. Por isso, pedimos encarecidamente para que as famílias não faltem ao atendimento agendado previamente. A média de faltantes está muito alta, são cerca de 40% dos que confirmam o comparecimento, mas não comparecem e não avisam. Isso dificulta o trabalho, porque preenche o horário de outro animal que poderia ter recebido a castração, além de colocar o faltante no fim da fila”, pontuou o gerente em Vigilância Ambiental.

Contato – Os interessados em cadastrar seu animal para a castração deve mandar uma mensagem para (43) 99997-9755. É necessário fazer um cadastro, que passará pela avaliação da equipe técnica do Castramóvel. Após a aprovação, os profissionais entram em contato com o cuidador, para fazer o agendamento do dia e horário do procedimento.

O contrato licitatório firmado entre a Clinicão e a Prefeitura de Londrina tem prazo de execução de 12 meses, podendo ser prorrogado até, no máximo, em 5 anos. Além da castração, o projeto prevê ainda campanhas educativas para a conscientização sobre a guarda responsável e o bem-estar animal. Pelo serviço, o Município paga à clínica veterinária o equivalente a R$ 100,00 a R$ 192,00 (conforme a espécie, peso e gênero dos animais).

Ana Paula Hedler / N.com
Fotos: Vivian Honorato