Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Atividades culturais do aniversário de Londrina continuam nesta quinta-feira Atividades culturais do aniversário de Londrina continuam nesta quinta-feira Atividades culturais do aniversário de Londrina continuam nesta quinta-feira

Atividades culturais do aniversário de Londrina continuam nesta quinta-feira

Thursday, 06 de December de 2018

Para conhecer a programação completa, população pode baixar o aplicativo Londrina Cultura

A programação do aniversário de Londrina, que completa 84 anos no dia 10, prossegue com uma série de atividades culturais na cidade. Todas as atrações podem ser conferidas pelo aplicativo Londrina Cultura, disponível gratuitamente para Android, ou no site londrinacultura.londrina.pr.gov.br.

Nesta quinta (6), o Centro Cultural Sesi/AML recebe duas bandas londrinenses em mais um show do Projeto Banda Nova: os grupos Casa da Dona Alice, às 19h, e Etnyah, que sobe ao palco às 20h. Ingressos para os dois shows podem ser retirados gratuitamente a partir das 18h. O endereço é rua Mestro Egídio Camargo do Amaral, 130.

Atividades culturais do aniversário de Londrina continuam nesta quinta-feira (6)

Às 20h, o palco do Teatro Ouro Verde recebe a Escola Municipal de Dança para uma apresentação do balé “Coppélia”, um clássico espetáculo cômico-sentimental original do século 19. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia entrada). O Teatro fica na rua Maranhão, 85.

Também a partir das 20h, o VIII Festival de Artes da Escola Primeiro Encontro prossegue com dois espetáculos: “Piquenique no Front”, um clássico do teatro do absurdo, e “Poéticas de Terra e Céu”, que trabalha os territórios da memória. Os ingressos custam R$ 20 ou R$ 40 com validade para todo o Festival. As duas apresentações serão da Divisão de Artes Cênicas (DAC) da UEL, na Avenida Duque de Caxias, 3.391.

O público do HU poderá assistir a um espetáculo natalino. O Coral HU em Canto e o Grupo Vocal Épocas se apresentam no local às 19h. Com 25 integrantes, o HU em Canto é fruto de uma parceria entre o Hospital e a Casa de Cultura da UEL. O Grupo Vocal Épocas é o mais novo dos coros da universidade, fundado em junho de 2016, e atualmente tem 28 integrantes.

Exposições – Durante todo o dia, a população poderá visitar exposições em espaços culturais da cidade. O Museu Histórico apresenta uma mostra sobre a trajetória de 50 anos da Banda Marcial Marcelino Champagnat, com troféus, uniformes estandartes e matérias do grupo.

Também no Museu Histórico, o XXII Salão Nacional de Arte Fotográfica apresenta 101 fotografias escolhidas entre mais de 470 inscritas, além de mais 30 fotos de membros do Foto Clube de Londrina. O espaço abre das 9h às 11h30 e das 14h30 às 17h30. O endereço é Rua Benjamin Constant, 900.

O Museu de Arte também prossegue com duas mostras em cartaz. A 33ª Mostra Afro-Brasileira Palmares é uma exposição coletiva com a proposta de promover a igualdade racial. Esta edição apresenta trabalhos em pintura, escultura e gravura de 19 artistas, com obras que buscam retratar a figura do negro como herói.

Apresentada em banners, a “Exposição Histórica – 25 anos” conta a trajetória de usos do prédio desde sua inauguração, em 1952, como o 4º Terminal Rodoviário da cidade. Além de destacar informações sobre a arquitetura do prédio, a mostra também conta momentos relevantes sobre o uso do local. O Museu de Arte abre das 13h às 18h e fica na Rua Sergipe, 640.

A Biblioteca Pública Professor Pedro Viriato Parigot de Souza está recebendo a mostra “Londrina & Terras Indígenas”. A exposição apresenta objetos artísticos confeccionados com materiais recicláveis, feitos por alunos da Escola Municipal Maria Irene Vicentini Theodoro, em Londrina, e da Escola Estadual Indígena João Kavagtãn Vergílio, em Terras Indígenas do Apucaraninha. O espaço abre das 7h30 às 19h, na Avenida Rio de Janeiro, 413.

Na Vila Cultural Triolé, a exposição “Quantas Meninas”, da artista Viviane Feitosa, convida a relembrar a infância e superar as desavenças, por meio de singelos desenhos de crianças. A vila abre das 8h às 12h e das 14h às 18h, e fica na rua Etiene Lenoir, 155, na Vila Industrial.

Marcando os 130 anos da abolição da escravatura, a exposição “O Grito Londrinense”, do artista Marcos Costa, apresenta um ensaio fotográfico feito com homens e mulheres negros de Londrina. As fotos foram inspiradas na obra “O Grito”, de Edvard Munch, e mostram um grito simbólico contra o racismo. A mostra fica aberta no Centro Cultural Sesi/AML, das 10h às 12h e das 13h30 às 21h.

A exposição ao ar livre “Quarteirão das Artes” expõe trabalhos de grafiteiros de São Paulo, Santa Catarina e Paraná. O trabalho é resultado do Festival de Grafite Quarteirão das Artes, realizado em junho, com o objetivo de valorizar o entorno do Marco Zero de Londrina. A exposição permanente fica na avenida Martiniano do Valle Filho, atrás do Boulevard Londrina Shopping.

A programação comemorativa aos 84 anos de Londrina é um trabalho de articulação da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com projetos patrocinados pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), instituições culturais e produtores independentes da cidade, e conta com a colaboração de diversos órgãos e secretarias do Município.

Mais informações podem ser obtidas pelo aplicativo Londrina Cultura ou em londrinacultura.londrina.pr.gov.br.

Fonte: N.Com