Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Aprenda a estimular a autonomia das crianças desde cedo Aprenda a estimular a autonomia das crianças desde cedo

Aprenda a estimular a autonomia das crianças desde cedo

Monday, 24 de August de 2020
Categoria:

Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga especialista em gestão escolar, fala sobre como os pais e responsáveis podem auxiliar no processo de aprendizagem da criança

Aprenda a estimular a autonomia das crianças desde cedo

Divulgação

Errar é uma atitude comum do ser humano. Entretanto, somos cobrados desde cedo a não cometermos falhas ao longo da vida. E é esta insegurança frente aos erros que pode atrapalhar o desenvolvimento da autonomia durante a infância. Está na hora de refletir: quantas vezes você já não fez algo no lugar de seu filho e, portanto, interferiu no seu processo de aprendizagem?

De acordo com Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga especialista em educação infantil e gestão escolar, essa superproteção pode, em algum momento, acabar atrapalhando o desenvolvimento da criança como pessoa. “Hoje é uma criança, amanhã será um adulto. Ele precisa dessa autonomia no dia a dia pra realizar as suas tarefas, para errar e acertar sua caminhada”, diz. “É essencial que os pais e responsáveis saibam lidar com as falhas da criança da melhor maneira, sem a condenar, para que ela não fique com medo de encarar novas experiências”, complementa a especialista.

Para os pais, esse processo de aprendizagem e de ganho de autonomia pode representar um verdadeiro desafio. Mas para que a criança cresça independente e capaz de resolver os problemas da vida, é preciso que os responsáveis proporcionem as condições adequadas para que o pequeno aprenda com os próprios erros. Encaixar um brinquedo, escolher a fruta do lanche, escovar os dentes e arrumar a barra da calça, por exemplo, são tarefas simples que devem ser incentivadas às crianças.

“Uma dica importante é ensiná-las desde cedo a ter responsabilidade sobre seus atos, para que sempre que façam algo errado, sejam responsáveis por assumi-los”, conta. Segundo a especialista, refletir com os pequenos sobre os
erros cometidos no passado também é uma alternativa, pois ajuda a criança a visualizar as lições aprendidas na prática. “Cabe aos pais e responsáveis incentivar seus filhos a sempre melhorarem, para que tomem decisões
corretas. Afinal, é errando que se aprende”, completa Ana Regina Caminha Braga.

Fonte: P+G Comunicação Integrada