Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Amanhã tem Café com o quê?, com a artista plástica Lee Kauê Amanhã tem Café com o quê?, com a artista plástica Lee Kauê

Amanhã tem Café com o quê?, com a artista plástica Lee Kauê

Monday, 04 de April de 2016
Categoria:

Projeto, realizado sempre às terças-feiras no Sesc Cadeião
cultural, oferece palestras semanais


Café com leite, café com bolacha, café com amigos, café com
música, café com arte, café com literatura, café com história, café com… O
projeto Café com quê? oferece ao público palestras semanais, sempre às
terças-feiras no Sesc Cadeião Cultural no espaço da galeria de artes e do
Café-Escola Senac.

A cada semana, um novo convidado fala sobre um tema dentro
da: arte, literatura, filosofia e história. Os bate papos acontecem de forma
bem interativa e informal, buscando a troca de conhecimentos e a vivência cultural
da comunidade.

E que tal tudo isso acompanhado de um ótimo e aromático
café? Durante as palestras o Café-Escola Senac funciona normalmente e o cliente
pode adquirir e degustar o grão, preparado por talentosos baristas, na forma de
espressos, cappuccinos, macchiatos e bebidas geladas como frappuccinos, coffe
shakes, além, é claro, de poder se deliciar com saborosíssimos doces, salgados,
bolos, tortas e quiches produzidos por excelentes profissionais com o que há de
mais contemporâneo na gastronomia.

Essa iniciativa é um trabalho conjunto entre Sesc/Senac e
Sebrae dentre vários outros parceiros do projeto da Rota do Café que visa
difundir um roteiro turístico, histórico e gastronômico da região.

Além do resgate da memória do ‘ouro verde’
londrinense, um dos objetivos do projeto é aproximar a comunidade das
personalidades que alimentam a cidade com cultura e produções artísticas.

Fonte: Divulgação

Mais detalhes:

Lee Kauê - Artista visual Tema: Drupismo e sua fases (Pintura.Desenho.Poesia.Poema) Artista plástica e poeta mineira, Lee Kauê nasceu em Minas, passou por Goiás, Mato Grosso e, agora, São Paulo, nesta exposição ?Drupismos e suas fases? traz cinco coleções em diversos tons (do mono ao policromático), o ?drupismo? chega a adolescência após treze anos de muito trabalho Cada desenho/pintura recebe uma identidade poética (poema/poesia). As poesias são escritas a quatro mãos - Dicássia e também a própria Lee. As obras (desenho-pintura-poesia-poema) podem ser contempladas separadamente, pois assim são criados. E, mesmo que haja ligação íntima entre eles, a cada contemplador é dada à liberdade do recriar. Drupismo é o nome que Lee Kauê criou para nomear sua técnica de expressão artística. O termo surgiu do ?dripping? que é uma técnica utilizada por Jackson Pollock. Cada desenho surge a partir do escorrer de tinta fluida se entrelaçam, e esses entrelaçares são preenchidos com desenhos ora engraçados, ora medonhos, ora traços e riscos comuns. Nesse divagar da vida, às vezes fazemos ?traços riscos e rabiscos? para encontrarmos nossa ?identidade?. Por vezes engolimos, sem mastigar, andamos correndo sem direção, atropelamos os sentimentos e os sentidos, procuramos respostas fora do ninho e o caminho custa a ser enxergado em meio a tantas tempestades - haja ?Dores de viver?! Nas dores, entre uma bordoada e outra, já não andamos correndo sem direção, conseguimos ler as placas contendo os avisos dos escuros por vir e temos a oportunidade de sentir outros caminhos ou simplesmente aceitar que o melhor lugar é o aqui e o agora, vivenciando uma viagem linda ?da peroba ao bambu?, da dureza à flexibilidade. E as tempestades? Ao colocar quebra-molas nas sinapses passamos e deglutir e sentir os sabores com todos os sentidos e as tempestades passam a ser apenas uma chuva um pouco mais birrenta e que logo logo passa a ser sol brando daqueles gostosos de sentir, antes das nove. E quando nem imaginamos nos encontramos em ?sinapses com quebra-molas?, policromatizando nossos doces e azedos. Como em outras exposições o público curioso e admirador de arte tem total liberdade para desafiar-se e nomear de cômica, esquisita, patética, diferente ou bela cada obra, pois a beleza está no que, através dos olhos, desperta o coração para todos os sentidos. Serviço Café Com o Quê? + Abertura da exposição Drupismo e sua fases. Quando ? Terça, 05 de abril, às 19h30 Onde ? Sesc Cadeião Cultural (R. Sergipe, 52) Quanto - Gratuito