Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
A revoada dos pássaros e a autonomia humana A revoada dos pássaros e a autonomia humana

A revoada dos pássaros e a autonomia humana

Thursday, 19 de February de 2015
Categoria: noticia

Considero domingo um dia sagrado. Os sentidos ficam mais aguçados, o movimento frenético do dia a dia entra em slow down e o excesso de ruído vira silêncio. Em tudo, o anseio pela paz.

Estava nessa sintonia, ao caminhar perto do lago, quando assisti uma cena privilegiada: uma revoada de pássaros, fazendo proezas em estilo ousado. Meu olhar curioso os acompanhou por longo tempo, até pousarem em uma pequena árvore. Parecia que se divertiam ao explorar a liberdade de estarem aqui e acolá quase ao mesmo tempo.

Isso me levou a pensar sobre como as pessoas exploram suas capacidades de realização e de autonomia. Quem não deseja ser admirado, respeitado? Quem não deseja viver a vida com maior liberdade de expressão? Acontece que o caminho em direção a essa meta passa pelo aprendizado da autoestima e da autonomia.

Estamos sempre à mercê de nossas escolhas e esse ato está muito longe de ser simples. Está mais para uma dança coreografada, na qual os passos são ensaiados até ficarem mais naturais e consistentes. O barulho das emoções pode afetar o modo como elas são tomadas e, por essa razão, o exercício do autoconhecimento é o melhor caminho para quem aspira por autonomia e liberdade de expressão.

John Milton assim definiu a ideia: “Acima de todas as liberdades, dê-me a de saber; de me expressar e de debater com autonomia, de acordo com minha consciência”.

O maior desafio é aprender a tomar decisões pensadas e analisadas. é fundamental que as pessoas se perguntem: quais os prós e contras da atitude x nessa situação? Isso implica em um exercício de confrontar a razão e a emoção, considerando o peso que cada uma oferece para uma escolha mais sadia. Ter consciência das consequências de cada decisão está a serviço da autoproteção e do amor-próprio.

A coragem de fazer esse desprendimento e de ser diferente é o que torna os humanos verdadeiramente atrativos, porque confiam em sua capacidade de se comunicar com maior espontaneidade. O igual é cansativo, destituído de criatividade, beleza e mistério… Incrível como as pessoas querem ser parecidas o tempo todo, para serem aceitas.

Ah, que grande proeza poder pertencer a si mesmo com autonomia, experimentando ser o melhor ser humano que puder vir a ser. Temos muito o que aprender com os animais, que diariamente nos oferecem preciosas lições de vida.

MC Consalter – Psicóloga Organizacional e Coach
Certificada em coaching pelo ICI (2013) 

Acesse para saber mais:
http://mcconsalter.wordpress.com/