Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
A nova música brasileira e o samba no Palco AlmA A nova música brasileira e o samba no Palco AlmA

A nova música brasileira e o samba no Palco AlmA

Wednesday, 26 de October de 2016
Categoria:

A festa será no dia 30 de outubro, domingo, na Vila Cultural AlmA Brasil, com a participação do sambista Seo Nelson, do grupo Abacate ContemporâneO e do compositor Bruno Morais

O projeto Palco AlmA Londrina chega ao terceiro evento do ano com destaque para o samba de raiz e suas vertentes na música brasileira da atualidade. A festa será no dia 30 de outubro, domingo, na Vila Cultural AlmA Brasil, com a participação do sambista Seo Nelson, do grupo Abacate ContemporâneO e do compositor Bruno Morais, londrinense radicado em São Paulo. A série de shows é organizada pela AlmA Londrina Rádio Web e conta com o patrocínio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

Com início às 16h, o evento na Vila Brasil abre com discotecagem do DJ DiQ, residente dentro do projeto e na sequencia um reverência ao bamba mais experiente de Londrina, Seo Nelson, que se apresenta acompanhado do filho Nenê (tantã), mais Julinho (surdo) e Gabriel Bolda (pandeiro). O grupo empolga os adeptos do samba de raiz, com um repertório que privilegia os clássicos do gênero. Na sequência, o samba ganha a companhia de tropicálias e da música autoral da banda local Abacate ContemporâneO, liderada pelos irmãos Raquel e Rafael Palma. Presente no circuito londrinense desde o final de 2014, a banda ficou rapidamente conhecida pelo tom crítico das letras e a criatividade nos arranjos, além da atuação performática da cantora Raquel, que é também atriz. Prestes a lançar uma campanha de financiamento coletivo para gravar o primeiro trabalho em estúdio, o grupo já tem disponível na rede uma boa variedade de registros audiovisuais.

O fechamento fica a cargo do cantor, compositor e produtor musical Bruno Morais, londrinense radicado em São Paulo que conquistou projeção no cenário da música popular brasileira após ser selecionado para representar o Brasil no laboratório de música e tecnologia Red Bull Music Academy, em Seatle (EUA). A partir desta experiência, o artista firmou importantes parcerias com produtores internacionais, como Leon Ware e Tobby Laing. Também tem trabalhado constantemente com nomes de projeção na cena contemporânea nacional, como Rômulo Fróes, Kiko Dinucci e Marcelo Jeneci.

O show no Palco AlmA leva o nome do EP mais recente de Bruno Morais, Contra a vontade do chão, que traz sua versão para a canção O pé, de Karina Buhr, e também a faixa Insomnio y Palabrería, composta por ele junto com Demétrius Carvalho e Canek Guevara, neto de Che. O repertório traz ainda diversas canções registradas no segundo álbum dele, A vontade superstar, lançado nos mercados brasileiro, norte-americano e europeu. “É um disco sobre o poder avassalador do desejo, sobre estar vivo, sobre a memória e, sobretudo, sobre o poder da música. Nosso desejo era fazer um disco atemporal”, define Bruno. Resultado de três anos de gravações, o CD pode ser definido como um registro autoral de sonoridade plural, já que contou com a colaboração de aproximadamente 40 músicos diferentes: “Tivemos muitos colaboradores sensacionais e generosos, muito cuidado, paciência, experimentação e capricho”, lembra o músico. O esforço foi recompensado pelo reconhecimento da crítica e, posteriormente, pela inserção da faixa Há de ventar na trilha sonora da novela global Verdades Secretas. A canção, é claro, também tem lugar garantido no set preparado para o show em Londrina.

SOBRE O PALCO ALMA – O projeto está na segunda edição (ocorreu também em 2014), e tem como proposta garantir o intercâmbio de experiências locais com artistas de fora, além de promover a ocupação de diferentes ambientes da cultura londrinense. Este ano, já realizou eventos que deram destaque à música de matriz africana e também ao punk rock. A quarta e última rodada de 2016 está prevista para dezembro, e será dedicada ao indie rock.

ALMA LONDRINA RÁDIO WEB – A emissora está no ar desde 2012, e conta com um núcleo de jornalismo cultural e mais de 80 colaboradores voluntários para compor uma programação diversificada e independente. Originada das atividades com rádio-poste desenvolvidas pelo Núcleo de Comunicação Popular e Comunitária da Vila Cultural AlmA Brasil, a iniciativa foi selecionada pelo Prêmio Ponto de Mídia Livre do Ministério da Cultura, em 2015. Este ano, promoveu oficinas com alunos do Ensino Fundamental da rede pública e também organiza o Palco AlmA Londrina, com o objetivo de promover a circulação de bens culturais e também aproximar a rádio da comunidade.

Fonte: Divulgação