Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
9 óleos para cuidar da saúde dos cabelos no verão 9 óleos para cuidar da saúde dos cabelos no verão

9 óleos para cuidar da saúde dos cabelos no verão

Thursday, 04 de February de 2016
Categoria:

Confira quais produtos naturais hidratam e protegem fios do sol.

No verão, é comum que os cabelos fiquem mais ressecados, descoloridos, sem vida ou desidratados, especialmente pela exposição ao sol, atrelada ao contato com o cloro das piscinas ou ao sal do mar. Para evitar esses problemas e deixar seus fios mais bonitos, é possível usar óleos vegetais e essenciais nas madeixas.

Mas antes de aprender como fazer uso destes produtos naturais, vale esclarecer a diferença entre os dois tipos de óleo. Ambos são extraídos de plantas, flores, sementes, dentre outros. Os óleos vegetais são prensados a frio e chamados de “carreadores” na Aromaterapia, pois não são voláteis, ou seja, não evaporam e não têm cheiro. Além disso, podem ser aplicados em sua forma pura nos cabelos. Já os óleos essenciais são substâncias não oleosas e sua destilação é a vapor, prensagem, dentre outros. São voláteis, evaporam com mais facilidade, liberando seu aroma – embora nem todas as plantas o façam. Eles devem ser aplicados com base carreadora (óleo vegetal), nunca puros no couro cabeludo ou cabelos.

Agora confira abaixo quais óleos naturais podem hidratar os cabelos e ajudar nos danos causados pelo sol, cloro da piscina e sal do mar:

– óleo vegetal de pracaxi – é hidratante e reparador, ajuda nas pontas ressecadas e na renovação celular, recuperando sua textura. Pode ser aplicado no couro cabeludo e nas pontas dos fios.

– óleo vegetal de buriti – hidrata, trata e protege os fios, pois é rico em vitamina A. Também pode ser utilizado como protetor solar.

– óleo vegetal de coco – rico em vitamina E e vitamina K, além do ácido láurico, que ajuda a melhorar a saúde dos cabelos. Excelente hidratante capilar, é um óleo de rápida absorção, ajuda no brilho e maciez dos fios, pode ser usado em todos os tipos de cabelo.

-óleo vegetal de abacate – possui vitamina A, D e E, é um dos óleos que tem maior absorção dos raios ultravioletas (UV), agindo como filtro solar. No entanto, possui cheiro forte, por isso nem todo mundo se adapta a ele. A dica é misturá-lo com o óleo de coco em proporção maior, para evitar o odor forte.

– óleo vegetal de urucum – é rico em betacaroteno, excelente para cabelos fracos. Também é impermeabilizante, bom para usar quando for se expor ao sol, seja na praia ou piscina.

– óleo vegetal de macadâmia – ótimo para hidratar e controlar o volume dos cabelos cacheados.

– óleo essencial de ylang ylang – protege os fios dos estragos causados pela água do mar e ainda ajuda no brilho. Evite fazer uso deste óleo em caso de hipotensão (pressão baixa), pois ele pode piorar o quadro.

– óleo essencial de alecrim – dá brilho aos cabelos e acelera o crescimento dos fios. Evite o uso no caso de hipertensão, pois o óleo é muito estimulante e pode aumentar a pressão arterial.

– óleo essencial de jasmim – dá brilho e maciez aos cabelos, além de hidratar e dar vida a eles.

Como usar os óleos

Os óleos vegetais podem ser utilizados da seguinte forma: aplique algumas gotas nas palmas das mãos e passe nos fios e nas pontas antes da exposição ao sol. Também é possível fazer uma hidratação nos fios, 1 vez por semana, com óleo vegetal de coco. Basta espalhar um pouco do produto nas mãos e depois massagear o couro cabeludo e as pontas e deixar agindo de 15 a 20 minutos. Retire bem o óleo do cabelo e faça a lavagem normal depois. Cuidado para não exagerar na quantidade de óleo, não é necessário utilizar muito produto para esse procedimento.

No caso do uso dos óleos essenciais, é necessário diluí-lo no óleo vegetal ou no shampoo: para cada 30ml de óleo vegetal (ou shampoo), utilize de 1 a 3 gotas do óleo essencial escolhido.

Conservação dos óleos vegetais

Os óleos vegetais devem ser conservados em frascos escuros, longe do calor e da luz, e na geladeira. Evite deixá-los abertos ou expostos ao ar e ao sol, pois isso evita que oxidem e fiquem rançosos. Em caso de dúvidas, consulte um profissional especializado.

Fonte: Solange Lima/Personare