Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Thésée Ópera Barroca Francesa J.B. Lully Thésée Ópera Barroca Francesa J.B. Lully

Thésée Ópera Barroca Francesa J.B. Lully

Tuesday, 27 de November de 2018
Categoria:
Data Início: Friday, 30 de November de 2018 às 20:00
Data Término: Friday, 30 de November de 2018 às 21:30

Thésée – Ed. 1688

Um ano após a morte do compositor e superintendente de música da corte de Luís XIV é editada a versão a 5 vozes instrumentais, Vozes Solistas e coro a 4 vozes, da ópera Thésée, de Jean-Baptiste Lully, a pedido da viúva e seus filhos.
O Editor comenta em seu prefácio que é a única fonte confiável e que expressa exatamente o pensamento do autor, contendo todas as marcações e indicações pretendidas para a performance. Todas as outras edições que estiverem circulantes podem não corresponder aos desejos do autor.
Lully foi o mais poderoso músico da França sendo o censor e responsável pela criação do gosto e estilo “autenticamente” francês, o que parece mais uma piada, pois Lully era Italiano de nascimento e foi bastante discriminado por ser um italiano que criava as novas tendências musicais para todo um país e sendo, inclusive, modelo a ser imitado por outros países da Europa.
A primeira vez que se representou esta ópera, foi em 11 de Janeiro de 1675 em Saint-Germain-en-Laye. Após esta primeira performance, a ópera foi tão bem apreciada que se repetiu em outros anos (1677, 1678 e editada em 1688).

Foto: Divulgação

Conta a estória de Teseu, filho do rei de Atenas que, não revelando sua origem, combate a favor da cidade e vence as batalhas e desafios. A cidade deseja tê-lo como sucessor ao trono, uma vez que Egeo não tem filhos. Egeo pretende se casar com Aegle (Agilea) e para isso tem que desfazer uma promessa feita a Medea. Em troca de seu casamento com Medea, oferece a ela seu filho que ficara com a mãe em Trezene (uma cidade longe de Atenas) e assim poderia crescer em paz sem riscos de ser assassinado. Medea se apaixona por Teseu, mas este ama a Aegle, que lhe corresponde. Medea quando se inteira que nem o rei e nem Teseu se importam com ela, planeja o assassinato do herói pelas mãos do próprio pai.
Neste concerto apresentamos apenas o prólogo, que traz o debate entre Venus e Marte acerca de quem prevalecerá na estória. E o Acte V, que é o final da ópera com o desfecho da narrativa. Os Actes I, II, III e IV serão narrados/ contados/ condensados pelo professor Aguinaldo Moreira do depto de Música e Teatro da UEL.

Color Rhetoricus
Sopranos: Liliana Pereira – Venus, Medea; Thaís Cristine – Aegle; Sthefany Sebrian – Cleone; Andréia Oliveira – Dorine; Larissa Oliveira – Ceres, Minerva; Choeur de Plaisirs, Jeux, Graces, Amours : Valéria Moura de Almeida
Contraltos: Thaís Piva – un Plaisir; Graça Moraes: Bellone;
Tenores: Fernando S. Teixeira Fo. – un Plaisir; Luiz Augusto Tiritan – un Plaisir, Thésée; Daniel Sebrian: Aria de Bachus (Prólogo)
Baixos: Aldo Gabriel – Mars, Roy de Athéne; Pedro Retz – un Plaisir; Arcas; Wellington Bruno Esser – Un Plaisir, Choeur des Athéniens

Orquestra Barroca Capriccio Stravagante
Flautas doces: Luciana Schmidt, Luciana N. Hisatomi; Oboé: Galeno B. P. Gonçalves; Violinos: Fernando A. Campaner, Rafael F. S. Isenof; Violoncelo: Rose Taques; Guitarra Barroca: Daniel Sebrian; Cravo: Gislaine Mafra; Trompetes: Fernando Oliveira, Ozias F. Bockorny ; Percussão e Tímpanos: Guilherme Aroceno

Participação especial: Aguinaldo Moreira (Ator)

Direção Geral e Violas da Gamba: Plínio Machado

Ingressos · Meia a R$ 10 e inteiras R$ 20

Local:

Nome: Cine Teatro Universitário Ouro Verde
Tels: (43) 3322-6381
Endereço: R. Maranhão, 85 - Centro, Londrina - PR, 86010-410

Veja o mapa: