Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Osuel apresenta músicas de Bach pela temporada “O Som que  Toca na Alma” Osuel apresenta músicas de Bach pela temporada “O Som que  Toca na Alma”

Osuel apresenta músicas de Bach pela temporada “O Som que Toca na Alma”

Thursday, 10 de October de 2013
Categoria: agenda
Data: Thursday, 10 de October de 2013

Concerto

OSUEL se apresenta na Catedral Metropolitana de Londrina pela temporada “O Som que Toca na Alma”. O concerto traz grandes obras do expoente músico barroco, Johann Sebastian Bach.
 
Albert Schweitzer, em seu livro escreveu : Johann Sebastian Bach, Músico e poeta, define a obra de bach desta forma: “A poesia desprende-se de suas harmonias como suave perfume. Poesia musical. eis o resumo da música de Bach”

Os Concertos de Brandenburgo foram escritos em 1721, em Cöthen, sob encomenda do margrave de Brandemburgo, sendo uma das obras mais grandiosas do barroco. Na dedicatória, Bach coloca a data de 24 de março de 1721. Nesses concertos, Bach usa um arranjo orquestral de combinações ousadas.
 
Como o margrave não tinha músicos bons na sua orquestra, esta obra permaneceu na sua biblioteca até 1734 e foi descoberta nos arquivos de Brandemburgo somente no século XIX.

Bastariam os concertos de Brandenburgo para colocar J.S.Bach no campo dos grandes músicos da humanidade. Sua arte é de uma profusão tamanha que, além destes maravilhosos concertos, ele legou a humanidade outras tantas obras-primas, que nos perderíamos em divagações sobre sua arte musical. Johann Sebastian Bach é considerado um dos maiores mestres da música de todos os tempos e o maior expoente da música barroca. Ele se insere como uma síntese musical de da sua época e como grande inovador.

PROGRAMA

 
Concerto de Brandemburgo nº 3 em Sol maior, BWV 1048

O segundo movimento exibe uma cadência a duas cordas no modo frígio. O primeiro e terceiros movimentos usam o ritornello no trabalho instrumental e vocal. A peça original faz parte da Suíte nº 3 para orquestra, em Ré Maior, de Johann Sebastian Bach, BWV 1068, escrita para o Príncipe Leopoldo, entre 1717 e 1723. Os títulos “ária na corda Sol” e “ária da 4ª Corda” não è originais de Bach. Vieram de uma adaptação para violino e piano do 2º movimento da suíte nº 3 para orquestra, em Ré Maior, de J. S. Bach, feita por August Wilhelmj. Transpondo a tonalidade da peça de Ré Maior para Dó Maior, Wilhelmj foi capaz de tocar a peça em apenas uma corda de seu violino, a 4ª corda, que é normalmente afinada em Sol (G).

Concerto de Brandemburgo nº 1 em Fá maior, BWV 1046

O único com quatro movimentos, sendo que o último é um menuetto e trio, ou polacca. Uma versão anterior desta obra sobreviveu como uma sinfonia (BWV 1046a) e é usada como a abertura da Cantata nº 208.

A OSUEL será regida para a ocasião por seu maestro titular: Maurizio Colasanti.

Aguarde, carregando...
carregando...