Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Conheça Londrina Conheça Londrina Conheça Londrina

Conheça Londrina

segunda, 23 de maio de 2016
Categoria:

Londrina é um município brasileiro localizado no norte e interior do estado do Paraná, a 369 km da capital paranaense, Curitiba. Considerada uma cidade grande, tem uma população estimada de 506.701 habitantes (IBGE/2010) é a quarta cidade mais populosa da região Sul do Brasil.

Importante polo de desenvolvimento regional e nacional, Londrina exerce grande influência sobre o norte do Paraná e é uma das cinco cidades mais importantes da região Sul, juntamente com Curitiba, Porto Alegre, Joinville e Caxias do Sul.

Londrina é sede de sua região metropolitana e um centro regional sendo composta por comércio, serviços, agroindústrias e uma densa qualidade na educação pública.

História

Antes da colonização extensiva do Norte do Paraná, havia, entre seus habitantes, além dos índios Caigangue, uma população pobre instalada na floresta e que já derrubara parte dela para a criação de animais e o plantio de produtos agrícolas para sua sobrevivência. Ao lado de pessoas nessa situação, havia proprietários de terras, que já iniciavam a abertura e formação de grandes fazendas.

Londrina, que na época era um espaço pertencente ao município de Jataizinho e conhecido como Gleba Três Bocas, estava dentro da situação descrita acima.

Lord Lovat, inglês que veio ao Brasil em 1924, visitou o Norte do Paraná e verificou que não havia exagero no que ouvira falar sobre essa região. Em 1925, com outros companheiros, criou a Companhia de Terras Norte do Paraná, diretamente do governo paranaense. Esta companhia iniciou seu trabalho de colonização sob a orientação de ingleses.

Geografia

Situado entre 23°08’47″ e 23°55’46″ de Latitude Sul e entre 50°52’23″ e 51°19’11″ a Oeste de Greenwich, o Município de Londrina ocupa, segundo a Resolução nº 05, de 10 de outubro de 2002, do IBGE, 1.650, 809 km², cerca de 1% da área total do Estado do Paraná.

O ponto mais alto do Município tem uma altitude de 820 – 844 m e fica próximo a Lerroville, à leste, na estrada em direção à represa. Localiza-se em um espigão, não sendo perceptível, uma vez que não é um morro mas apenas um ponto demarcado.

O solo da região é de origem basáltica, entretanto, conforme a sua localização, em topografia mais plana e acidentada, apresenta tipos de solos diferentes, consequentemente, de fertilidade variável.

A camada de solo é de profundidade variável, indo de várias dezenas de metros, nos espigões, até menos de um metro, próximo aos ribeirões, onde, na maioria das vezes, a água flui sobre a superfície compacta do basalto.

No Município, são poucas as áreas remanescentes da formação vegetal natural (mata pluvial tropical e subtropical) que recobria a região. A mata dos Godoy (Reserva Florestal Estadual) e a Reserva Indígena do Apucaraninha são formações florestais que demonstram a variedade de gêneros e espécies de vegetação que se encontravam na região.

Clima

O clima de Londrina é classificado como Subtropical úmido mesotérmico, com chuvas o ano todo, mas com tendência a concentração de chuvas no verão. A temperatura média anual fica em torno dos 20°C.

Em relação a outras cidades do Paraná como Curitiba, Cascavel ou Ponta Grossa, é classificada como uma cidade quente, porém as temperaturas podem cair até – 4,0°C, como no inverno de 1975, quando nevou em todo o centro-sul do estado.

* Temperatura mínima registrada: – 4,0°C (1975)

* Temperatura máxima registrada: 38,6°C (1998)

Levantamento feito pelo Instituto Agronômico do Paraná – IAPAR constatou que a temperatura média anual, em 2011, foi de 21,0° C, com média máxima de 27,3° C e a média mínima de 15,9° C

Demografia

A densidade demográfica do município é de 306,02 hab/km² (IBGE/2008), os principais grupos imigratórios de Londrina são italianos, seguidos por portugueses, japoneses, alemães e espanhóis. Outros grupos imigratórios menores são os árabes, judeus, britânicos, chineses, argentinos, holandeses, poloneses, ucranianos, tchecos e húngaros. O Consulado Italiano de Londrina estima que mais de um terço da população do Norte do Paraná são descendentes de italianos, que individualmente é o maior grupo étnico da região. A comunidade japonesa de Londrina soma cerca de 25.000 indivíduos (entre nacionais e descendentes), a segunda maior do Brasil e uma das maiores do mundo fora do Japão.

* População economicamente ativa de Londrina: 231.144 (51,70%) (IBGE – Censo Demográfico 2000).

* Índice de envelhecimento da população de Londrina: 24% (2000) (IBGE – Censo Demográfico de 2000), em 2050 estima-se que será uma das cidades com maior índice de envelhecimento do Brasil.

Etnia

Percentagem

Branca

74,2%

Parda

18,3%

Amarela

3,6%

Negra

3,4%

Indígena

0,3%

Fonte: Censo/PNAD 2000

Divisão Administrativa do Município de Londrina

O município de Londrina é constituído pelo Distrito Sede e pelos Distritos do Espírito Santo, Guaravera, Irerê, Lerroville, Maravilha, Paiquerê , São Luiz e Warta.

Economia

O PIB de Londrina para o ano de 2007, segundo o IBGE, foi de R$ 7.992.507.000,00, o que a coloca no quadragésimo quarto lugar no ranking das 100 maiores cidades Brasileiras e em quarto lugar na comparação com as demais cidades paranaenses, usando como referência este índice econômico.

Composição do PIB

 Valor (em R$1000)

Valor adicionado na agropecuária

129.085

Valor adicionado na Indústria

1.403.102

Valor adicionado no Serviço

5.272.843

Impostos sobre produtos líquidos de subsídios

1.187.477

Total do PIB a Preço de mercado corrente

7.992.507

PIB per capita

16.055

Fonte: IBGE, Produto Interno Bruto dos Municípios 2007.

A composição do PIB do município demonstra a força do setor de serviços na economia Local, onde Londrina conta com grandes hospitais e Shopping Centers, além é claro, de um comércio tradicional forte e diversificado, que serve de referência para várias cidades da região.

Para fomentar o crescimento do Setor industrial e comercial a cidade está se equipando para dar suporte as novas e atuais empresas, com a implantação do Terminal de Cargas Alfandegárias (Porto Seco), novos condomínios industriais, Aeroporto Internacional, Parque Tecnológico e diversos incentivos.

Já quanto ao índice de desenvolvimento humano, IDH, Londrina encontra-se em décimo lugar entre os municípios do Paraná, com um valor médio de 0,824.

Outros dados estatísticos sobre Londrina – IBGE

Infra-estrutura 

Educação

Segundo o IBGE, citando como fonte INEP – Censo Educacional 2008, Londrina possui 288 pré-escolas, 211 escolas de nível fundamental e 67 escolas de nível médio. Quanto às instituições de nível superior, o IBGE cita o INEP – Censo Educacional 2007, onde informa o total de 10 unidades deste tipo no município.

Entre as universidades, existem várias de alto padrão com força para atração estudantes de todo o Brasil. Podendo citar entre as mais conhecidas:

* Universidade Estadual de Londrina (UEL) – É uma instituição pública de ensino superior, famosa pela sua qualidade de ensino, trazendo estudantes de todo o Brasil.

* Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

* Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR)

* Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)

* Centro Universitário Filadéfia (UNIFIL)

* Faculdade Pitágoras

Transportes

Terminal Rodoviário de Londrina.

Terminal Rodoviário de LondrinaO Terminal Rodoviário de Londrina José Garcia Villar teve seu partido arquitetônico elaborado arquiteto Oscar Niemeyer, sofrendo algumas modificações quando da sua construção pelo prefeito de Londrina, Wilson Moreira, em 25 de junho de 1988.

A cobertura da construção é toda feita em zinco. Seu formato é circular, com um jardim interno também circular sem cobertura. No interior da construção estão localizados guichês para a venda de passagens, lojas de souvenir, farmácias, lanchonetes, caixas eletrônicos de bancos e outras utilidades. As plataformas de embarque e desembarque ficam na parte mais externa do círculo.

Atualmente é considerada uma das rodoviárias mais funcionais e belas do Brasil, obtendo em 2003 a premiação máxima de melhor rodoviária entre seus congêneres.

Aeroporto

O Aeroporto de Londrina é um aeroporto que teve suas origens na época do pós-guerra. A base do terminal atual foi construído na década de 1950, durante o auge do café na região. Nessa época, o aeroporto chegou a ser o terceiro mais movimentado do país, contudo, hoje ele se encontra entre os 30 mais movimentados do Brasil.

Aeroporto ideal para as operações regionais, ele se encontra a menos de 5 km do centro da cidade, oferecendo uma boa infraestrutura para a operação de aeronaves de médio porte como Boeings 737 e Fokker 100s.

A Infraero administra o aeroporto desde 1980, tendo feito inúmeras melhorias no prédio, sendo a última “grande” obra o recapeamento da pista de pouso em 1995. O atual prédio possui dois pavimentos, sendo o segundo reduzido. São 6 posições de balcões de check-in, mas foram reduzidas para 5 devido às reformas atuais. O pátio contava com 4 posições para aeronaves de médio porte e, após a reorganização das posições – quando foi implantado o push-back tratorizado, ele abriga agora até 5 aeronaves de médio porte simultaneamente além de outras 2 áreas para a aviação de pequeno porte

O principais destinos diretos a partir do aeroporto de Londrina são Curitiba, São Paulo (Congonhas e Guarulhos), Rio de Janeiro (Santos Dumont), Presidente Prudente, Campinas, Ribeirão Preto, Salvador, Foz do Iguaçu, Maringá, Campo Grande, Corumbá, Cuiabá, Sinop, Alta Floresta, Porto Alegre, Brasília, Goiânia, Vilhena, Ji-Paraná, Rondonópolis, Manaus, Porto Velho, Lábrea e Humaitá.

Trânsito

A cidade tem registrado um grande aumento no número de automóveis,segundo o Detran/PR, entre maio de 2007 e fevereiro de 2008, a frota de veículos de Londrina aumentou de 225.099 para 236.661, ou seja, 43 novos veículos emplacados por dia. Isso sem contar a intensa movimentaçãoos veículos dos municípios que compõem a Região Metropolitana.

O resultado é o aumento dos congestionamentos, principalmente nos horários de pico (entre as 7:00 e 8:00 horas e entre as 17:00 e 19:00 horas). Os trechos mais problemáticos são a Rua Sergipe, Avenida Higienópolis, Avenida Winston Churchill, Rua Benjamin Constant, Avenida Arcebispo Dom Geraldo Fernandes, Avenida Madre Leônia Milito. Todavia, todo o quadrilátero central é uma região preocupante.

Rodovias

As principais Rodovias que cortam Londrina são:

* A BR-369,corta o município de leste a oeste e liga a cidade a Cambé, Ibiporã e outras cidades.

* PR-445, atravessa o município de norte a sul, que liga o município de Londrina a Primeiro de Maio e a Curitiba.

Outras Rodovias:

* PR-538

* PR-323

* PR-545

* PR-218

Turismo e eventos 

Londrina é uma cidade que recebe muitas convenções e encontros universitários. As principais atrações da cidade são:

Autódromo Internacional Ayrton Senna – Autódromo que abriga diversas competições ao longo do ano, sendo as mais conhecidas a etapa do circuito nacional da Copa Nextel da Stock Car Brasil e a Fórmula Truck;

Estádio do Café – Construído em 1976, acolhe os jogos de futebol mais importantes, com capacidade para mais de 40 mil pessoas, já sediou o pré-olimpico;

Concha Acústica – Variação moderna do tradicional coreto;

Estádio Vitorino Gonçalves Dias – Estádio de futebol do LEC, Londrina Esporte Clube, estádio de menor capacidade onde também se joga freqüentemente;

Expo Londrina – Maior feira agropecuária da América Latina;

Festival Internacional de Londrina – Festival de teatro que ocorre todo ano na cidade;

Festival Demo Sul – festival anual de música independente de Londrina;

Festival de Música de Londrina;

Londrina Jazz Festival;

Metamorfose – maior festa a fantasia do mundo;

Movimento Pela Paz e Não-Violência – Londrina Pazeando – Todos os anos em setembro acontece a Semana Municipal da Paz. Projeto de Lei n°8.437, de 26 de junho de 2001. SÚMULA:Institui, no calendário de comemorações oficiais do município de Londrina, a Semana da Paz;

Lago Igapó – Belo lago que permeia a cidade;

Mata dos Godoy – Reserva de mata nativa que reúne diversas espécies animais e vegetais,tanto tropicais como subtropicais;

Monumento O Cristo Libertador – Grande escultura projetada em latão que se localiza na Universidade Estadual de Londrina;

Monumento O Passageiro – Escultura de 15 metros de altura feita de concreto e latão;

Museu de Arte de Londrina – Expõe diversas obras de arte;

Museu Histórico de Londrina – Museu que abriga acervo histórico acerca da colonização da região;

Parque Arthur Thomas – Floresta urbana, remanescente da mata atlântica, permeada de trilhas para passeio;

Parque Ecológico Dr. Daisaku Ikeda – Unidade de conservação criada em 1999 na área da antiga Usina Três Bocas;

Páscoa das Nações – evento que ocorre anualmente entre a sexta-feira e o sábado que antecede a Páscoa, onde se é escolhida uma nacionalidade a se homenagear entre as várias que povoaram a cidade; é realizado pela Comunidade Nova Aliança de Londrina;

Planetario de Londrina * Planetário de Londrina – É um equipamento que simula o céu, sobretudo noturno, utilizado principalmente para explicações sobre astronomia;

Salto do Apucaraninha – Queda d’água localizada numa reserva indígena ao sul de Londrina;

Terminal Rodoviário de Londrina – Construído todo em zinco, foi projetado por Oscar Niemeyer;

Universidade Tecnológica Federal do Paraná – A primeira universidade federal a se instalar em Londrina;

Universidade Estadual de Londrina – Pólo regional de pesquisa, ensino e extensão;

Zerão – Centro de Lazer e esportes em meio a natureza.

Origem: Portal de Prefeitura de Londrina/Wikipédia